One-Punch Man é lançado pela Panini

One-Punch Man, o careca mais overpower do mundo, que derrota todos os inimigos com apenas um soco é o mais novo mangá publicado pela editora Panini.

onepunch-panini-oniverso

Saitama é um herói por Hobby. Ele era um sujeito desempregado e sem uma razão para viver, após salvar um garoto que estava sendo atacado por um monstro Lagosta gigante, ou era um Siri Gigante, não sei ao certo  (que era uma pessoa normal e se transformou após comer muita lagosta ou Siri…. sim, é isso mesmo) ele decide se tornar o herói mais forte de todos, e após treinar 3 anos sem parar, e perder todo seu cabelo (porque é público e notório que quanto menos cabelo sem tem mais forte se fica), ele finalmente alcança seu objetivo e se torna o One-Punch Man.

A edição da Panini está muito bem feita, vem numa edição mensal, no formato 13.7 x 20cm, com cerca de 200 páginas e o que mais chama a atenção é o tipo de papel utilizado, offset 90g,  (essa parte do texto eu copiei do TFarias no post dele sobre o Vagabond, não sei nada sobre papel offset  de gramatura 90g, mas se ele falou eu acredito). O Preço de R$ 16,90 é um pouco caro pra um gibi preto e branco, mas é razoável visto ser um mangá bimestral, ou seja, não pesará tanto para acompanhar se você já estiver comprando outras hqs mensais como o próprio Vagabond por exemplo.

onepunchman_manga-projeto supremo

One-Punch Man tem uma pegada diferente dos tradicionais mangás que vemos por aqui, na verdade ele é uma grande sátira a todos eles, aos animes e até aos quadrinhos americanos. A Hq contém sátiras e referências bem claras logo de inicio a mangás como Dragon Ball, Atack on Titans e diversos outros. As histórias são bem simples e engraçadas, não há espaço para ficar se preocupando com o ridículo, o legal é justamente brincar com isso com situações ridículas que tendem a conquistar o leitor que já está mais acostumado a conviver com outras séries japonesas clássicas.

One, o criador de One-Punch Man, começou a série como uma webcomic , ele escrevia e desenhava, e apesar do seu desenho tosco a série foi crescendo e fazendo  cada vez mais sucesso. Vendo esse sucesso, o desenhista Yusuke Murata entrou em contato com One e o convidou para relançar o mangá com ele desenhando, agora sim com uma arte foda, e nisso os dois passaram a publicar One-Punch Man de forma regular na revista Shueisha, saindo assim do âmbito inicial da internet e se tornando um fenômeno editorial nas bancas.

OnePunchMan art webcomics

Diferença entre a arte original do One e traço do Yusuke Murata.

One-Punch Man conta com uma série animada cuja 1º temporada tem 12 episódios. Eu já havia assistido o anime antes de ler o Mangá da Panini e curti pra caramba a animação, mais ainda que o mangá pra dizer a verdade, talvez o fato de já conhecer as piadas antes, o mangá já não tenha me divertido tanto quanto eu gostaria, mas mesmo assim ainda vale a compra, principalmente por conta da arte que é muito foda e também  para quem nunca viu o desenho e é um grande fã de quadrinhos japoneses. Vale ressaltar também que nesse primeiro numero lançado pela Panini tem uma história extra que não teve no anime que mostra o jovem Saitama com apenas 12 anos de idade vivendo suas primeiras aventuras.

oni-punch man live action

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s